Review: Invincible, novo single da Kelly Clarkson

Ai, amigos. Como iniciar a review de uma música que mal chegou e já me arrebatou completamente, mente, alma e coração? Heartbeat Song  acabou de iniciar sua divulgação nas redes de televisão mundo afora e Kelly já nos presentou com a liberação do próximo single, Invincible, provavelmente para alavancar as vendas do Piece by Piece, seu novo álbum que será lançado nesta sexta nos EUA. Sendo assim, ontem a canção ficou disponível para streaming no site da Amazon, pouco depois o áudio já estava bonitinho no Youtube e agora a música já está no repeat infinito no meu celular. Desde que foi liberado um trecho da letra de Invincible no site oficial de Kelly, sabíamos que seria uma música de força, superação e empoderamento. Eu só não sabia que meu coração iria se desfazer tanto ao escutá-la.

kelly1

A primeira coisa que notei quando dei play em Invincible foi: Sia. Interessante que eu não lembrava se essa era a música em que ela tinha participado, mas o fato é que os toques de mágica da compositora estão lá, a céu aberto, pra quem quiser ver: o arranjo diferenciado (e belíssimo) com cordas, o momento rap (em “Beat down on me, beat down like a waterfall….”), a letra simples porém forte, poderosa, absoluta. Eu acho curioso que se você for parar pra pensar, as letras de Sia não são liricamente complexas nem fazem uso de uma linguagem formal e mesmo assim são das mais fortes que já vi na vida. Não, sério: as letras dessa mulher mexem com a pessoa de uma forma espetacular. Parece que, através delas, você consegue colocar toda a dor da sua alma pra fora e, por pelo menos uns 3 minutos, ter um momento de libertação. Você simplesmente sente, e esse é o objetivo da música enquanto Arte: despertar emoções, sentimentos, catarses.

Kelly é a outra estrela da obra-prima. Se Sia sabe como fazer uma letra incrível, Kelly sabe como dar forma a essas palavras de forma que nosso coração não resista mais. Destaque para os vocais controlados na primeira metade da música e os agudos fortíssimos e bem colocados na segunda, com ainda mais destaque para os whistles* que Kelly faz após o “What I was running for”. Eu nem sabia que ela conseguia fazer esse tipo de som! É bonito de ver como a voz de Kelly amadureceu e tem amadurecido. Chega a ser inimaginável pensar em como seria Invincible há 10 anos atrás, já que a canção pede uma força e uma entrega que a voz de Mrs. Clarkson só foi alcançando com o tempo. 2015, sem dúvida, é o momento certo para ser uma Perfect Storm.

No final das contas, Invincible é uma música que veio para ficar, seja como um marco na vida da pessoa ou subindo nos charts e alavancando as vendas do Piece by Piece. Eu acredito que ela tenha potencial para fazer bastante sucesso, mas considerando o tanto que ela já me fez bem e pode fazer bem a outras pessoas com sua mensagem de empoderamento e superação, eu imagino que “bombar” ou “lacrar” não tenha sido o principal objetivo de Kelly ao cantar:

Now I am a warrior, a shooting star
Know I got this far, had a broken heart
No one hears the silent tears collecting
Cause it’s being weak, but strong in the truth I found
I have courage now, gonna shout it out

Letra completa aqui. Quer mais informações sobre o Piece by Piece? Aqui tem tudo que você precisa saber!

EXTRA: Primeira performance televisionada de Heartbeat Song na semana passada:

*Whistle (ou “registro de apito”) é um tipo de registro vocal que ficou famoso na voz de Mariah Carey – são aqueles “gritinhos” bem finos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s