Por que todos amam Stranger Things?

Se você não esteve em uma caverna no último mês, com certeza viu na sua timeline do Facebook alguma postagem/imagem/meme/compartilhamento de uma série da Netflix chamada Stranger Things. Eu nunca vou esquecer o dia em que descobri essa força da natureza maravilhosa. Era uma daquelas noites em que você quer sumir do planeta, portanto entrei na Netflix com a esperança ínfima de encontrar algo que me fizesse esquecer que eu estava vivendo a bad do século. Vi que era lançamento, li a sinopse, gostei e dei play. Garanto a vocês que a bad ficou mais leve depois disso.

Mas talvez todo o hype em cima da série (e meu relato dramático-emocional) não tenha sido suficiente para te convencer a dar uma chance ao novo amorzinho dos nerds e você continua descendo sua timeline sem entender o que é uma Eleven ou o que são aquelas luzinhas piscando e formando frases maravilhosas. Se esse é o seu caso, saiba que sou uma publicitária formada nas artes ~persuasivas e tentarei meu melhor para te convencer a se apaixonar perdidamente pelo Dustin que nem toda a população do planeta. E se você já é fã de Stranger Things, nem preciso te pedir para continuar a leitura, afinal, você já é completamente obcecado por uma série que tem apenas oito episódios e que você maratonou em um final de semana!

Primeiramente: Stranger Things se passa nos anos 80, ou seja, se você é um aficionado maluco por História que nem eu, já é meio caminho andado. Stranger Things também é ficção científica, thriller, suspense, drama adolescente, crianças juntas fazendo coisas incríveis e conspirações governamentais fazendo bizarrices com seres humanos, ou seja: é basicamente impossível não se identificar com pelo menos um núcleo da série. Como sou fã de ficção científica, só pelo primeiro aspecto já me interessei. Tem universo paralelo, tem telecinese, tem monstro desconhecido, tem eventos inexplicáveis e misteriosos. Amor à primeira vista.

Se você também gosta de bons atores, certamente não irá se decepcionar. Stranger Things possui um elenco que, apesar de não hollywoodiano, sem dúvida merecia todos os Emmys e Oscars e BAFTAS pelo seu desempenho absolutamente impecável. O núcleo adolescente é o menos forte e ainda assim possui uma legião de entusiastas. O núcleo adulto dá show com Winona Ryder, que acho que está sendo superestimada com uma atuação sincera, porém exagerada, e David Harbour, ator que eu desconhecia até então mas já considero pakas. Porém, sem dúvida a grande estrela de cinco pontas da série é composta por Millie, Finn, Gaten, Caleb e Noah, também conhecidos como o núcleo infantil pelo qual você vai se apaixonar e os quais você irá querer adotar. Sério, como lidar com as fotos dessa turminha da pesada no Instagram? Como não querer apertar o Will pra sempre? E como não amar Millie Bobby Brown e sua carinha de princesa e voz de britânica? Eu geralmente não gosto muito do núcleo infantil de nada, mas esse me conquistou para sempre.

Estarei adotando-os em breve.

Tá, mas tudo isso você já deve ter visto em algum post de “5 razões para assistir Stranger Things”. A pergunta que você está se fazendo agora é: “Como essa série ultrapassou Game of Thrones em popularidade, ó vida sem sentido?” e eu vou te explicar agora. Stranger Things é mágico. Você vai querer viver nos anos 80 mesmo tendo nascido nos anos 90. A trilha sonora da série vai se tornar a trilha da sua vida. A amizade entre as crianças vai te emocionar e te inspirar a ser um amigo que nunca mente. O drama adolescente vai te lembrar da sua crush do Ensino Médio. E os adultos vão te lembrar que você já não é mais tão adolescente assim. A Eleven vai te conquistar e o Upside Down vai te fascinar. E a abertura você irá querer escutar em loop eterno no Youtube, o que é completamente normal.

Stranger Things é uma receita muito bem equilibrada de milhões de ingredientes bem gostosinhos e deliciosos. São oito horas de entretenimento e envolvimento, ação e emoção. É aquela viagem no tempo que você sempre quis fazer e (ainda) não descobriram como. E ao chegar lá, você descobre que os anos 80 foram muito mais legais do que você imaginou. E aí você percebe que nunca mais quer sair desse universo incrível.

E aí? Te convenci a assistir? Ou já é fã incondicional da série que nem eu? Me conta nos comentários! 💙

vamos-comentar

Faça o seu aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s