Diário de uma Concurseira – Semana 5: poucas vagas e muitas emoções

Segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Iniciei a semana já tomando uma decisão importante: hoje eu teria aula de Informática no cursinho, mas decidi não ir por dois motivos: 1. Eu odeio Informática e a aula do cursinho me faz querer largar tudo e morar nas aldeias campestres da China; 2. Para comparecer à aula, eu precisaria acordar cedo, o que me faria já começar a semana lascada de sono e eu não queria isso. Com alegria no coração, decidi ficar em casa, porém o dia não foi tão produtivo. Mesmo assim, consegui estudar um pouco de Raciocínio Lógico e acertei todas as questões propostas no vídeo abaixo ou seja: é CLARO que vou passar, né???

Mas chega de estudo. Desde semana passada só uma coisa ocupa minha mente. E, amanhã, ela será realidade.

Terça-feira, 30 de agosto de 2016

HOJE.

É HOJE.

HOJE.

É HOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOJE!

Desculpem mas eu precisei iniciar este relato com exatamente essas palavras. E além da emoção já ansiosamente antecipada por mim, ainda surgiu outra: saíram editais para concursos na UFPE e no IFPE! I mean… WHAT? Não estava contando com isso, até porque teve concurso para a UFPE em 2015 (no qual minha prima passou, inclusive!). Mas a crise, meus amigos, ela é implacável e o resumo dos editais é o seguinte:

UFPE: 8 vagas para nível técnico, nenhuma para nível superior que sirva para mim

IFPE: 2 vagas para nível superior que servem para mim, não lembro se há para nível técnico rs

Como não quero nível técnico, isso me dá um total de DUAS vagas no concurso mais próximo que acontecerá na minha região (a.k.a. Dezembro deste ano). Ou seja: não tá fácil, pessoal. Mas a essa altura vocês devem estar planejando torturas medievais para mim pois eu ainda não falei por que o dia de hoje foi histórico, épico, sublime. E a resposta é: 

Pela primeira vez na vida, meu estimado príncipe estava devidamente habilitado e motorizado.

Sim, ele pegou a carteira. Sim, ele tinha o carro. Só faltava juntar os pontinhos. Às 16h30 ele aportou aqui e iniciamos a concretização do sonho. Ele entrou no carro e, finalmente, pode sair sem medo e munido de todas as autorizações possíveis. Fomos até o posto e voltamos. E eu, sorridente, fui ao mercadinho obter alimentos para comemorar essa vitória tão esperada: batatas fritas (e no caso eu comemorei sozinha e sem o protagonista da vitória porque sim rs). O dia terminou e, com ele, a epicidade. Estava na hora de voltar à realidade e trabalhar.

Quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Acordei atrasada (n o v i d a d e ) e logo me organizei para gravar o vídeo da semana. Como me atrasei (pela 4055404ª vez), o processo que deveria ocupar minha manhã acabou ocupando minha tarde e, à noite, já era hora do príncipe de novo. A madrugada foi de edição frenética para o vídeo e consegui fazer a maior parte. Os detalhes ficam para amanhã pois preciso dormir.

Quinta-feira, 01 de setembro de 2016

Acordei, finalizei e feliz fiquei com o resultado do primeiro ~Entenda o que você escuta~ possuindo minhas novas ferramentas de edição. Para quem não sabe, lá no canal eu tenho um quadro chamado ~Entenda o que você escuta~, no qual analiso letras de músicas cristãs gringas. Nada mais natural, visto que duas das minhas maiores paixões na vida são música e inglês.

Hoje também foi um dia épico em termos de concurso pois saiu o edital do TRE-PE e sim, ele saiu antes do edital do TJ-PE que está sendo esperado desde Outubro do ano passado. Sinceramente, esse concurso já virou piada. E o TRE acabou sendo também, afinal, vejam só o contingente de vagas para analista judiciário-administrativo:

UMA

>>>>>U M A<<<<<<<

U

M

A

Sim. Um concurso de um tribunal apresentou um total de 0+1 vaga para um dos cargos mais desejados e isso é bastante animador para quem presta concursos. Vendo que não está fácil para ninguém MESMO, antes de ir ao PG ainda tentei estudar um pouco de Raciocínio Lógico, mas o assunto foi ficando tão absolutamente bizarro de repente que ~ain’t nobody got patience for that. O PG foi tão histórico quanto a terça-feira, pois finalmente o príncipe pode de fato comparecer semanalmente (lágrimas) e ainda tive a maravilhosa experiência de ver meu boy me buscando e me deixando em casa. Spoiler: É MUITO BOM! Recomendo bastante.

Ah, confiram o videozinho da semana!

Sexta-feira, 02 de setembro de 2016

Hoje eu tive aula de Português e absolutamente zumbi fui para a aulinha, na qual tratamos de um tema daqueles que você p r e c i s a saber se quiser ser chamado de servidor público: Concordância Verbo-Nominal. E, durante a aula, eu percebi que AMO esse assunto. Ele tem lógica, ele faz sentido, tudo se encaixa quase perfeitamente (porque Português é uma língua abusadíssima e cheia de exceções). É quase um Tetris gramatical e eu era viciada em Tetris aos 10 anos de idade. Foi bom e fizemos questões. Voltei para casa e digamos que o fim de semana já começou aí rs. Fica a expectativa de melhores horários e mais produtividade na semana que vem. Confesso que as pouquíssimas vagas nos concursos me desanimaram bastante, mas, felizmente, nosso estudo independe de cargos e só depende de nós. Então, vamos aproveitar, né?

E aí? Tá estudando também e se identificou com alguma coisa? Ficou xoxinho com as poucas vagas e precisa se animar? Vem pros comentários! 😉

Diário de uma Concurseira – Semana 4: pico de pressão e aprovação

Segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A semana começou com saídas matutinas para resolver questões com o plano de saúde. Resolvi, voltei para casa e preciso confessar que não tive muita motivação para estudar hoje. Durante a noite tentei ser produtiva de outras formas e algo inesperado aconteceu: tive um pico de pressão por causa do estresse. Sim, meus amigos. Até Manusinia tem dessas coisas. Eu já estava sentindo a ansiedade pungente pela pressão de estudar e, de repente, comecei a sentir uma dor de cabeça, um calor, uma agonia. Sentei, liguei o ventilador, desabafei um pouco com meu amorzinho e, graças a Deus, melhorei. Vocês podem pensar: “Mas Manusinia, você nem tem estudado tanto!”. É, não tenho mesmo. Mas a pressão de precisar estudar (e não estar estudando, o que me traz uma culpa infinita) e a ansiedade em relação ao futuro (caso eu não passe) já são suficientes para fazer qualquer cabeça explodir e qualquer coração ficar bem pequenininho. De todo modo, estou bem melhor e amanhã é um novo dia.

Tempo total de estudo: 0h

Terça-feira, 23 de agosto de 2016

Comecei o dia atrasada e isso foi ruim especialmente pois: hoje foi dia de gravação! Creio que será assim daqui pra frente: farei as gravações nas terças e os novos vídeos irão ao ar nas quartas #fikdik. Logo, as atividades que estimei que terminariam antes do almoço na verdade acabaram às 17h30 e eu já fui correndo arrumar a casa e a minha pessoa para receber meu estimado príncipe. Pela madrugada, me esforcei bastante para editar o vídeo pois queria ter toda a quarta-feira para estudar. Será que conseguirei?

Tempo total de estudo: 0h

Quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Acordei atrasada (vocês já devem estar cansados de ler isso, né?) e me pus a estudar, o que foi uma vitória por dois motivos: o primeiro é o cumprimento do objetivo e o segundo é que a disciplina era Informática, a.k.a. a coisa mais absurdamente chata que você pode estudar na sua vida. Mas sabem que até que não achei tão insuportável assim? Estudei pela apostila do cursinho e pelas anotações que fiz no caderno e achei que o estudo foi bem aceitável, embora tenha me distraído várias vezes rsrs (don’t judge me, it’s Informática!!!). Almocei, assisti séries, fui terminar de ajeitar o vídeo e acabei entrando pela noite, momento no qual encontrei meu estimado novamente pois estava com muitas saudades! O vídeo foi ao ar, está lindíssimo e vocês podem conferir aqui:

A madrugada foi de preparação pois a quinta-feira já estava aí e trazia um evento de extrema importância e  grandiosidade:

Tempo total de estudo: 1h

Quinta-feira, 25 de agosto de 2016

A PROVA PRÁTICA DO MEU AMOR!!! Quem me acompanha no snap (manusinia) sabe que há aproximadamente 2 semanas eu avisei que iria ao DETRAN com meu amor em ocasião de sua prova prática. Contexto: meu namorado mora a 18 km de mim e tudo que ele faz da vida é perto de mim, logo, a locomoção dele é caótica dado o maravilhoso sistema público de transporte recifense e isso causa um estresse e uma preocupação constantes que nós detestamos. Dada essa situação, o que ele fez? Economizou (MUITO), comprou um carro (isso eu contei no snap também!) e só faltava uma coisa: a famigerada carteira de habilitação. Lembram do que avisei no snap há 2 semanas? O fato de eu não ter comentado nada após isso mostra que: não, ele não passou de primeira, logo precisaria fazer o reteste e o dia dessa segunda prova finalmente havia chegado. Dado o contexto que acabei de descrever para vocês, já deve estar bem claro o QUANTO que nós queríamos a aprovação, não é verdade? Eu nem consigo descrever a intensidade. Passei 1 semana sem dormir direito por causa disso. A ansiedade era tão grande que até fiquei feliz por ter aula na hora da prova. Portanto, fui-me assistir a última aula de Direito Administrativo do cursinho (nãããão) e meu estimado foi para o pátio do DETRAN lutar pela sua liberdade.

E. ELE. CONSEGUIUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!1111111111

Cenário: eu na primeira fileira da sala, na cara da professora, leio a mensagem em que ele diz que passou e não posso dar um pulinho nem fazer uma dancinha comemorativa!!! TORTURA!!! Mas meu coração estava em festa e minha alma estava em paz. Fui almoçar com o mais novo habilitado da região e sem dúvida todos esses momentos ficarão para sempre guardados em minha memória. Foram momentos de alegria plena, daqueles que você gostaria de viver para sempre! Ao chegar em casa, um pensamento dominava minha mente: DESCANSAR! Me joguei no sofá, assisti à novela, fui ao PG e, ao voltar para casa, meu sonho era o momento em que a cama seria meu mais novo lar e eu, enfim, teria meu merecido sono e sonharia com a realidade que agora havia chegado: eu e meu amor em nosso carrinho, felizes, apaixonados e livres de depender de ônibus que nunca chegam e caminhos que nunca acabam. Obrigada, Senhor!!!

Tempo total de estudo: WHO CARES GALERA

Sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Mas nem só de comemorações vive Manusinia e às 7h20 cá estava eu acordando para mais uma aula de Português. Confesso que não consegui ir dormir cedo e, considerando que meu sono finalmente estava voltando ao normal, eu acordei completa e absolutamente zumbi. Consegui me concentrar na aula, mas o efeito zumbi torna o humor da pessoa algo simplesmente impossível de lidar e ela acaba achando tudo boring (ou será que a culpa foi do assunto, a temida Regência?). Ao sair, fui ao PROCON dar entrada no processo para resolver uma treta com ~certos bancos~ cujo nome rima com Aisha e cheguei em casa bem tarde, porém com a sensação de missão cumprida. Ao chegar recebi a péssima notícia de que minha internet estava uma c a q u i n h a e assim ela ficou até a noite do sábado, mas sábado não entra nos nossos relatos, portanto é hora de acabar este aqui, não é mesmo?

Tempo total de estudo: 0h

E aí? Tá estudando também e se identificou com alguma coisa? Quer comemorar a aprovação do meu amorzinho comigo? Vem pros comentários! 😉

Diário de uma Concurseira: Semana 3

Segunda-feira, 15 de agosto de 2016

A semana começou e eu simplesmente não consegui absorver essa informação nos recônditos do meu cérebro. Sabe aquele dia cheio de desânimo no qual você não consegue produzir nada? Foi hoje. E tudo começou quando acordei tarde e não consegui cumprir meu planejamento inicialmente idealizado, o que comprometeu todo o resto do dia. Em resumo: nada mais a declarar.

Tempo total de estudo: 0h

Terça-feira e quarta-feira, 16 e 17 de agosto de 2016

Esses dois dias foram definidos por 1 coisa: produtividade no canal. Meu querido cantinho no Youtube estava parado há semanas enquanto eu tentava organizar meus horários e eu percebi que não podia mais continuar com esse jejum. Então o que fiz? Acordei cedo na terça-feira, fui ao salão, cortei o cabelo, me arrumei e gravei logo 2 vídeos pra sambar de vez na cara das ~envejozas~ (rs). Já editei boa parte do primeiro vídeo na própria terça-feira e, à noite, fui à festa de aniversário da filha de uma querida amiga da minha mãe. Devo dizer que a combinação de festa infantil + vários Pokémons encontrados no Shopping Riomar me deixou bastante feliz. Terminei o dia com um sentimento absolutamente maravilhoso e que há tempos eu não tinha: “hoje eu fui muito produtiva!”. Na quarta-feira, acordei e me pus a terminar de editar o vídeo. Trabalhei nele até metade da tarde, depois arrumei a casa e esperei meu estimado príncipe chegar para ser feliz de vez. Hoje foi dia de fazermos nossa devocional, o que é sempre absolutamente lindo. Ele foi embora e eu fiquei querendo mais, mas meu cérebro já me alertava para uma realidade: era hora de estudar. E eu atendi a esse chamado.

Ah, este foi o resultado desses dois dias de trabalho (assistam, garanto que tá bem legal hihi!):

Tempo total de estudo: 0h

Quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Hoje eu acordei determinada a estudar e, pela graça de Deus, assim o fiz. Levantei mais tarde do que o planejado mas nem isso me parou: estudei na hora do almoço mesmo e aumentei meus conhecimentos de Português, ao mesmo tempo em que tive momentos nostálgicos percebendo que alguns daqueles assuntos eu vi na época de colégio. Estudar Português para concursos é uma coisa muito louca que faz você pensar em por que, com 25 anos na cara, você está lendo a mesma coisa que leu com 15. Dica: segue em frente que é melhor. Eu segui, almocei e estudei Direito Administrativo à tarde, e devo dizer que essa foi uma vitória pessoal pois o dia não estava dos mais felizes, meu humor não estava dos melhores e mesmo assim eu pude ter um estudo produtivo com direito a vídeo-aula, apostila e anotações que fiz na aula do cursinho. Glória a Deus por isso. Ah, nos momentos de distração durante o estudo recebi uma informação de fonte segura afirmando que a banca organizadora do concurso do TRE-PE em 2017 será o CESPE. Sim, a banca do TRE já foi decidida mas a do TJ, que será este ano, ainda não. Esse concurso cada vez mais se assemelha a uma novela mexicana das mais desprovidas de noção.

A quem interessar possa, a vídeo-aula assistida foi esta, com a melhor professora de Direito Administrativo do Recife:

À noite teve PG e, ao voltar, me pus a editar o vídeo de sexta-feira pois fui louca o suficiente para prometer 2 vídeos em 1 semana. E, assim, mais um dia se foi.

Tempo total de estudo: 2h30 (o maior tempo até agora, diga-se de passagem!!!)

Sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O dia começou com a minha pessoa, cética, olhando para o relógio do celular e percebendo que estava atrasadíssima para a aula de Português. Corri e ainda consegui pegar a maior parte, que foi bastante produtiva com a professora diva Vanessa Alves. A volta para casa demorou muito pois precisei pagar uma conta, o ônibus só chegou em 2087 e o trânsito estava absolutamente recifense. Cheguei varada de fome e assim que acabei de almoçar fui terminar de editar o vídeo da sexta-feira morrendo de medo que ele não fosse ao ar a tempo (quem acompanha o canal religiosamente já deve ter percebido que meu horário de envio é sempre às 20h). Ainda bem que meu novo software de edição maravilhoso (Wondershare Filmora) consegue salvar o vídeo em full HD mas com um tamanho bem razoável, o que tem tornado meus uploads muito mais tranquilos e rápidos. O vídeo foi ao ar a tempo, meu estimado príncipe veio para cá (e fez a capa do vídeo, esse lindo 💙) e a sexta acabou com uma boa sensação de que a semana foi bastante produtiva! Só que infelizmente viver de Youtube não tá fácil e a viagem dos sonhos para o Japão é cara, então alguém precisa estudar, não é verdade? Semana que vem pretendo colocar em prática (DE VERDADE) o projeto “Concurseira + youtuber + blogger”. Vai rolar. E eu espero vocês aqui para conferir esse ~feito!

Ah, resultado de hoje (assistam que também tá bem legal hihi):

Tempo total de estudo: 0h

E aí? Tá estudando também e se identificou com alguma coisa? Conta pra mim nos comentários! 😉

Por que todos amam Stranger Things?

Se você não esteve em uma caverna no último mês, com certeza viu na sua timeline do Facebook alguma postagem/imagem/meme/compartilhamento de uma série da Netflix chamada Stranger Things. Eu nunca vou esquecer o dia em que descobri essa força da natureza maravilhosa. Era uma daquelas noites em que você quer sumir do planeta, portanto entrei na Netflix com a esperança ínfima de encontrar algo que me fizesse esquecer que eu estava vivendo a bad do século. Vi que era lançamento, li a sinopse, gostei e dei play. Garanto a vocês que a bad ficou mais leve depois disso.

Mas talvez todo o hype em cima da série (e meu relato dramático-emocional) não tenha sido suficiente para te convencer a dar uma chance ao novo amorzinho dos nerds e você continua descendo sua timeline sem entender o que é uma Eleven ou o que são aquelas luzinhas piscando e formando frases maravilhosas. Se esse é o seu caso, saiba que sou uma publicitária formada nas artes ~persuasivas e tentarei meu melhor para te convencer a se apaixonar perdidamente pelo Dustin que nem toda a população do planeta. E se você já é fã de Stranger Things, nem preciso te pedir para continuar a leitura, afinal, você já é completamente obcecado por uma série que tem apenas oito episódios e que você maratonou em um final de semana!

Primeiramente: Stranger Things se passa nos anos 80, ou seja, se você é um aficionado maluco por História que nem eu, já é meio caminho andado. Stranger Things também é ficção científica, thriller, suspense, drama adolescente, crianças juntas fazendo coisas incríveis e conspirações governamentais fazendo bizarrices com seres humanos, ou seja: é basicamente impossível não se identificar com pelo menos um núcleo da série. Como sou fã de ficção científica, só pelo primeiro aspecto já me interessei. Tem universo paralelo, tem telecinese, tem monstro desconhecido, tem eventos inexplicáveis e misteriosos. Amor à primeira vista.

Se você também gosta de bons atores, certamente não irá se decepcionar. Stranger Things possui um elenco que, apesar de não hollywoodiano, sem dúvida merecia todos os Emmys e Oscars e BAFTAS pelo seu desempenho absolutamente impecável. O núcleo adolescente é o menos forte e ainda assim possui uma legião de entusiastas. O núcleo adulto dá show com Winona Ryder, que acho que está sendo superestimada com uma atuação sincera, porém exagerada, e David Harbour, ator que eu desconhecia até então mas já considero pakas. Porém, sem dúvida a grande estrela de cinco pontas da série é composta por Millie, Finn, Gaten, Caleb e Noah, também conhecidos como o núcleo infantil pelo qual você vai se apaixonar e os quais você irá querer adotar. Sério, como lidar com as fotos dessa turminha da pesada no Instagram? Como não querer apertar o Will pra sempre? E como não amar Millie Bobby Brown e sua carinha de princesa e voz de britânica? Eu geralmente não gosto muito do núcleo infantil de nada, mas esse me conquistou para sempre.

Estarei adotando-os em breve.

Tá, mas tudo isso você já deve ter visto em algum post de “5 razões para assistir Stranger Things”. A pergunta que você está se fazendo agora é: “Como essa série ultrapassou Game of Thrones em popularidade, ó vida sem sentido?” e eu vou te explicar agora. Stranger Things é mágico. Você vai querer viver nos anos 80 mesmo tendo nascido nos anos 90. A trilha sonora da série vai se tornar a trilha da sua vida. A amizade entre as crianças vai te emocionar e te inspirar a ser um amigo que nunca mente. O drama adolescente vai te lembrar da sua crush do Ensino Médio. E os adultos vão te lembrar que você já não é mais tão adolescente assim. A Eleven vai te conquistar e o Upside Down vai te fascinar. E a abertura você irá querer escutar em loop eterno no Youtube, o que é completamente normal.

Stranger Things é uma receita muito bem equilibrada de milhões de ingredientes bem gostosinhos e deliciosos. São oito horas de entretenimento e envolvimento, ação e emoção. É aquela viagem no tempo que você sempre quis fazer e (ainda) não descobriram como. E ao chegar lá, você descobre que os anos 80 foram muito mais legais do que você imaginou. E aí você percebe que nunca mais quer sair desse universo incrível.

E aí? Te convenci a assistir? Ou já é fã incondicional da série que nem eu? Me conta nos comentários! 💙

vamos-comentar

Faça o seu aqui!

Diário de uma Concurseira: Semana 2

Segunda-feira, 08/08/2016

Hoje foi um dia especial pois: fiz meu primeiro resuminho e fiquei muito feliz!!! 💙 Acordei ao meio-dia podre de crise de sinusite e tinha todos os motivos (dor de garganta, moleza e até a minha alma entupida) para dar um chega pra lá no estudo, mas fui forte, #nopainnogain e, às 16h, botei o bumbum na cadeira e fui estudar Raciocínio Lógico. Percebi que não lembrava de absolutamente nada que já tinha estudado e fui procurar vídeoaulas no Youtube, e eis que lembrei de um certo professor que, segundo meu pai, é o melhor professor de RL do Recife. Procurei se tinha vídeo dele e TINHA, é só clicar aqui! Comecei a assistir e tomei a decisão de fazer um resuminho (ou mapa mental, I’m still learning) do que ele dizia. O resultado foi este aqui e eu estou BASTANTE ORGULHOSA:  2016-08-15 20.20.40

2016-08-15 20.21.15 Olha, e ainda é frente e verso! ❤

Só estudei RL mesmo e, à noite, oficialmente iniciei os trabalhos com este bloguinho! Tempo bem gasto, sem dúvida. 🙂

Tempo total de estudo: 1h30

Terça-feira, 09/08/2016

Hoje o dia começou bem cedo pois meu estimado príncipe foi fazer a prova prática da autoescola. Infelizmente o resultado não foi o que esperávamos, mas bola pra frente, daqui a 2 semanas tem de novo. Com isso, perdi a manhã e confesso que estava super desmotivada para estudar à tarde. Aproveitei esse momento de zero produtividade e fui colocar anúncios de desapegos na OLX e no Facebook, o que trouxe um resultado imediato e eu fiquei super feliz! Dica para os concurseiros: já que nós não trabalhamos, uma ótima forma de obter dinheirinhos é desapegando das coisas na Internet. Eu já paguei até conta com isso e é maravilhoso. Recomendo.

A noite foi de zero estudos e um sentimento de desânimo terrível. Hoje não foi um dia tão bom. Mas amanhã será melhor.

Tempo total de estudo: 0h

Quarta-feira, 10/08/2016

Como meu relógio biológico desregulou novamente, o que era pra ser às 9h acabou sendo às 11h, também conhecido como: o ato de acordar. E uma coisa que tenho aprendido é que quando você começa o dia tarde, toda a sua motivação e senso de organização vão embora, o que dificulta ainda mais algo que já é complicado. Contra todas as expectativas, sentei para estudar às 12h45 e o resquício de desânimo de ontem se transformou em vontade de jogar tudo pra cima pois a disciplina era Informática e eu a odeio, simplesmente ODEIO. Estudar Informática é uma das coisas mais maçantes, chatas e insuportavelmente entediantes que você pode fazer na vida. Some a isso uma sensação constante de ausência de propósito em saber que 1 bit = 8 bytes e voilá, temos um senso motivacional abaixo de zero. Foi difícil, foi MUITO difícil. Dormi ao final do estudo pois não sou obrigada e depois fui almoçar.

Retornei às 17h e percebi que tinha cometido um erro enquanto abria o .pdf da apostila: eu iria emendar duas disciplinas enfadonhas pois a da vez era Direito Constitucional e, apesar de não ser a pior coisa do mundo, definitivamente também não é a melhor. Até peguei uma anotação do cursinho para ajudar, mas, quando acabei de utilizá-la, também se acabou meu resto de motivação. Digamos que estudei por meia hora, depois joguei tudo pra cima e fiquei no sofá me contorcendo de dor de barriga pois sim, concurseiros também têm sistema gastrointestinal (-q)! Depois fiquei bem, mas meu estimado chegou e fui ser feliz pois definitivamente precisava após juntar duas disciplinas ruins no mesmo dia. Duas lições importantes:

1. Ter uma rotina é fundamental para o concurseiro;
2. Nunca colocar duas disciplinas chatas em sequência.

Tempo total de estudo: 1h30 sendo bem otimista

Quinta-feira, 11/08/2016

Tive aula de Direito Administrativo pela manhã com a professora mais divônica de todas mas confesso que perdi a hora, cheguei atrasada e fiquei super mal por ter perdido o início de um assunto que cai no concurso que farei (TJPE), Atos Administrativos. Felizmente consegui me concentrar bastante no resto de aula que peguei, o que fez a manhã ser produtiva. Voltei para casa e algo que me dizia que a tarde não seria igualmente produtiva, e esse algo era um problema pessoal que não saía da minha cabeça desde o dia anterior. O algo estava certo e não estudei, mas o problema se resolveu (graças a Deus!) e eu ainda consegui ser muito feliz na festinha que o meu PG organizou para comemorar o fim de um ciclo de estudos bíblicos. Acabei nem sentindo muito a falta do estudo. Hoje, meu foco não era esse.

Tempo total de estudos: 0h

Sexta-feira, 12/08/2016

Algo me dizia que o dia de hoje também seria improdutivo e esse algo foi o fato de eu ter perdido a hora, desistido da aula de Português e acordado quase às 13h. É, meus amigos: meu relógio biológico está completamente LOUCO e eu preciso tomar providências urgentes. Não dá pra ser concurseira, youtuber e blogger acordando após a metade do dia, vocês concordam? Felizmente não posso me culpar pelo que veio em seguida: minha mãe secretamente pedindo, via Whatsapp, para eu ir no shopping comprar o presente do meu estimado pai. Não pude negar. Com essa solicitação, já joguei a tarde fora, apesar de só ter ido às 17h. Quando voltei, lá pras 19h, me pus a esperar meu estimado príncipe, que acabou ficando preso no trabalho e só chegou às 21h30. Fui ser feliz com ele e nem lembrei mais de estudo. O final de semana chegou e, com ele, a folga de uma semana nem tão produtiva assim.

Mas já, já tem de novo. E ela será melhor.

Tempo total de estudos: 0h

E aí? Tá curtindo o ~Diário de uma Concurseira~? Conta pra mim nos comentários! 😉

 

 

Diário de uma Concurseira: Semana 1

Pois é, finalmente aconteceu. Aquele momento em que você levanta o braço, olha esperançosamente para o céu e diz: Eu vou estudar para concurso. Eu vou estudar disciplinas que nunca vi na vida e outras que não estudo há quase 10 anos. Eu vou lidar com leis gigantescas e que nunca fizeram absolutamente nenhuma diferença pra mim. Eu vou me concentrar mesmo sendo absurdamente distraída. Eu vou me esforçar mesmo precisando de uma absurda força de vontade. E, mais do que “eu vou”: eu quero.

E, para me ajudar nessa missão única e digna de filmes clássicos do 007, decidi registrar cada dia dessa aventura e, assim, criar o Diário de uma Concurseira. A proposta não é mostrar que vou arrasar todos os dias (porque não vou) nem enfeitar quando a distração e a preguiça tomarem conta (porque elas irão). A ideia desses posts semanais é não só externar meus sentimentos e registrar cada passo dessa jornada, mas também mostrar que: não precisa ser ruim. O caminho de concurso público tem fama de ser maçante, chato, entediante e dominar a mente dos concurseiros ao ponto em que eles vivem isso 24 horas por dia. Eu quero mostrar que não precisa ser assim: cansativo certamente será, mas também pode ser divertido, criativo, belo. Feliz. E se eu me tornar uma dessas pessoas das quais ninguém quer estar perto, por favor me avisem para eu jogar os livros pra cima e ir caçar Pokémons na Jaqueira!

Tá estudando pra concurso também? Ou tentando criar coragem para começar? Quem sabe a gente não se ajuda? Deixa um comentário aqui ou em algumas das minhas redes sociais e vamos trilhar esse caminho juntos! 😉

LET’S DO THIS!

Dia 1 – 03/08/2016

Meu cronograma diz que devo acordar às 9h, levantar às 9h30 e começar a estudar às 10h30, o que ficou um pouco comprometido visto que, quando levantei, já eram quase 11h. A culpa foi minha mesmo, mas provisoriamente culparei a crise de rinite eterna que tem me atacado há dias e me faz ficar toda agoniada e mole. Levantei, me organizei e consegui estar com o bumbum na cadeira ao meio-dia. Yay. Comecei com a primeira disciplina do meu ciclo de estudos: Português, e fiquei feliz por conseguir me concentrar e acertar o gabarito de todas as questões propostas. Não estudei 1h30 mas estudei 1h: já me dou por satisfeita. Parei, almocei e fui assistir Good Morning Call porque concurseiro também é nerd e gosta de série japonesa.

O retorno era pra ser às 15h30 e acabou sendo às 16h. A disciplina da vez era Direito Administrativo, uma das minhas favoritas, então eu deveria estar empolgada, mas o fato é que minha cabecinha estava em outro lugar e assim continuou durante todo o estudo, que foi de, efetivamente, uns 45 minutos. Percebi que preciso organizar meu material dessa matéria pois o livro que estou utilizando, apesar de excelente, tem 1300 páginas e lê-lo por completo não faz parte dos meus ~life goals~. Parei às 17h e fiquei deprimida no computador pois não veria meu amorzinho hoje, mas o Senhor foi bom e permitiu que não só nos víssemos como entrássemos pela primeira vez em nosso carrinho, juntinhos e felizes, como sempre sonhamos. Os últimos dias têm sido de muita gratidão, alegria e reflexão e eu tenho certeza de que eu e meu estimado príncipe tivemos um aprendizado valioso durante esses 6 meses de renúncia, adaptação e coração apertadinho. Que seja bom para nós e que seja glória para Deus!

Tempo total de estudo: 1h45 (ok, precisamos melhorar)

Dia 2 – 04/08/2016

Se o primeiro dia foi bem capenguinha, o segundo dia foi negação total: não estudei nada, absolutamente nada. Acordei tarde, perdi o cronograma, me distraí e só pra colocar uma cerejinha em cima desse bolo do fracasso, estou com TPM e me deprimi com cada coisinha que está errada na minha vida. O lado bom foi que teve PG e PG é renovo de forças, é alegria, é benção demais. E não posso dizer que acabei o dia sem nenhum senso de realização e autossatisfação pois capturei vários Pokémons e cheguei ao nível 5 do PokémonGo!!!1111

Se minhas habilidades como treinadora de monstrinhos virtuais me farão passar em um concurso ou não, só o tempo dirá.

Tempo total de estudo: um saldo maravilhoso de ZERO horas

Dia 3 – 05/08/2016

Hoje o dia começou bem pois tive aula de Português com a diva inspiradora Vanessa Alves. Aliás, todas as professoras do meu cursinho (Todas as Disciplinas Básicas, no Espaço Héber Vieira) são absolutamente incríveis e eu babo em todas as aulas. Com essa, não foi diferente. Babei, prestei atenção, tirei dúvidas, quase nem pensei em Pokémons e quase nem vi a hora passar. Mas ela passou, eu fui para casa e precisei descansar pois à noite haveria vigília lá na igrejinha e ela iria até as 6 da manhã do sábado. A noite foi basicamente preparação para a vigília e eu e meu estimado príncipe no dito evento, ou seja: o estudo da sexta foi a aulinha. Tudo bem pois a concentração foi de 99% (pessoas distraídas sempre mentirão se afirmarem 100%) e a esperança de fazer melhor ficou para a próxima semana. Esperemos, torçamos e oremos.

Tempo total de estudo: meu tempo na aula de Português, que foi de aproximadamente 2 horas

Gostou? Se identificou com algum relato de concurseira? Tá torcendo por mim ou esperando eu jogar tudo pra cima? Vem pra cá e me conta nos comentários! Ah, e se inscreve lá no canal para ver que uma concurseira também pode ser youtuber! 😀

Deus está te moldando, mas você precisa agir

Interessante como alguns conceitos bíblicos são interpretados de maneiras completamente equivocadas. Um textinho fora de contexto aqui, uma leitura apressada ali, uma imaturidade espiritual acolá e pronto: de repente você acha que consegue mover objetos com a mente, afinal, “tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13).

Usando um exemplo um pouco mais real e menos ficção científica, temos o crente que acha que, por Deus estar mudando seu interior através de Jesus Cristo, ele não precisa fazer mais nada. Abandonar pecados? Claro que não. Mudar de atitude? Jamais. Deixar seus velhos conceitos pra trás? Nunca. Se quebrantar e lutar contra o pecado até as últimas consequências? Coisa de crente muito “certinho”. E quando você toma coragem e vai confrontá-lo em relação a essas coisas, as respostas dele seguem os seguintes moldes:

“Ah, mas ninguém pode me julgar, afinal, todos têm os seus pecados.”

“Isso é entre Deus e eu.”

“Deus está fazendo a obra, então preciso ser paciente.”

Tudo isso é bíblico? Sim. Mas, meu amigo, você entendeu tudo errado.

O conceito de que Deus está nos moldando é bíblico, é correto e, particularmente pra mim, bastante consolador. É ele que me faz ter esperança e alivia meu fardo quando percebo que “não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” (Romanos 7:19). Mas isso NUNCA tira a nossa responsabilidade de trabalhar para nos tornarmos à semelhança de Cristo. No Antigo Testamento, os patriarcas, profetas e juízes chamavam o povo ao arrependimento. Nos Evangelhos, Jesus Cristo convidava as pessoas a segui-Lo. Mais à frente, Paulo escrevia cartas e mais cartas dando instruções às igrejas que ajudou a fundar.

O que tudo isso tem em comum? A ação do homem.

Deus efetua a obra da restauração da nossa identidade porque SÓ ELE poderia fazer isso; nós não podemos nos salvar. Mas podemos e devemos exercer a nossa salvação. Devemos viver a vida em abundância que Cristo já conquistou para nós. Tudo já é nosso, tudo já nos foi dado. Mas, em termos do presente tempo que vivemos nesta Terra, ainda há muito a ser feito. E olha que sou reformada e calvinista.

Um último ponto que abordarei brevemente é a questão de o crente escolher pecar ou simplesmente permanecer longe de Deus, mesmo já tendo a salvação. Tenho pra mim que tais pessoas jamais entenderam o Evangelho de verdade, ou estão frias demais para lembrar do amor e da graça que nos alcançam quando estamos mortos, sujos e podres na lama do pecado. Quem realmente entende do que foi salvo, não quer voltar para a lama. Quem se fascina pela santidade do Criador, não quer mais nenhuma relação com o Reino das Trevas.

Oremos por essas pessoas, pois as únicas coisas pelas quais vale a pena viver são exatamente aquilo que elas estão perdendo, seja por preguiça, passividade ou simplesmente pura imaturidade. Que também tenhamos paciência e perdoemos, se necessário. Isso, inclusive, faz parte do nosso papel em sermos parecidos com Ele. Como falei, sempre há algo a ser feito.

PS: Tem vídeo no canal sobre conformismo aqui e sobre Filipenses 4:13 aqui.